TrichoConcept: maximização de resultados na prescrição de ativos para tratar a alopecia

Postado por magna em 09/out/2017 - Sem Comentários

TrichoConcept

Popularmente conhecida como “peladeira”, a alopecia areata é uma deficiência no sistema imunológico que ataca os folículos capilares em fase de crescimento. Ela provoca a perda rápida, parcial ou total dos pelos em áreas como barba, sobrancelhas e púbis. Em alguns casos, os pelos podem renascer durante alguns meses. Objetivando combater a alopecia areata, o Hospital das Clínicas da FMUSP constatou em uma de suas pesquisas que 37% dos doentes apresentam os sintomas da alopecia antes dos 30 anos e 7,1% a partir dessa idade. A linha TrichoConcept garante maximização de resultados na prescrição de ativos para tratar a alopecia.

Como você pode perceber, a alopecia areata é uma doença que traz complicações tanto para a saúde dos fios, quanto para a estética capilar. Felizmente, existem tratamentos que minimizam os efeitos da doença e trazem melhor qualidade de vida ao doente. Acompanhe o nosso artigo e descubra como combater a alopecia areata com a linha TrichoConcept.

Quais fatores provocam o surgimento da alopecia areata?

Como destacamos anteriormente, a alopecia areata origina-se de uma disfunção no sistema imunológico que ataca os folículos capilares como se eles fossem um agente invasor. As causas da alopecia areata ainda são objeto de estudo. Porém, aqui destacamos alguns fatores que os cientistas analisam como possíveis influenciadores da doença. Confira!

Fatores genéticos

Na análise genética feita pelo Hospital das Clínicas da FMUSP, verificou-se que em 8,8% das pessoas com síndrome de Down possui uma predisposição para a alopecia areata, indicando uma alteração genética no cromossomo 21.

Fatores imunológicos

A alopecia areata está relacionada às doenças auto-imunes como a tireóide, o vitiligo a anemia perniciosa e o lúpus eritematoso. Em portadores de alopecia areata, é possível identificar anormalidades na expressão das citoquinas do padrão TH1 e IL-1 beta, provocando lesões no couro cabeludo.

Como combater a alopecia areata?

Existem tratamentos que envolvem a injeção de corticosteróides e a aplicação de loções de minoxidil. Em casos extremos, a imunoterapia tópica é recomendada para provocar a inflamação no couro cabeludo que acarretará o renascimento dos fios. No entanto, existem remédios que oferecem respostas eficientes no combate a alopecia areata. A linha de produtos da TrichoConcept™, por exemplo, apresenta excelentes resultados no tratamento do sistema capilar. Confira, a seguir, a atuação de cada produto!

TrichoSol™

TrichoSol

 

 

 

 

 

Solução hidrofílica sem álcool e propilenoglicol. Possui sais minerais de origem vegetal e se espalha facilmente no couro cabeludo. Quando combinado ao minoxidil base 7% (substância vasodilatadora), os resultados são bastante positivos no combate à alopecia areata.

TrichoFoam™

Pelo fato de facilmente gerar espuma livre de álcool, o TrichoFoam™ mostra-se como uma solução que potencializa os princípios ativos hidrossolúveis e lipossolúveis. Combinada às substâncias suaves, TrichoFoam™ não causa irritação no couro cabeludo.

TrichoOil™

Para combater a alopecia areata, você também deve contar com o TrichoOil™. Essa solução lipídica 100% natural, quando ativada pelo TrichoOil™, possibilita que os ativos lipossolúveis sejam aplicados diretamente sistema capilar.

TrichoWash™

Também é possível combater a alopecia areata aplicando a solução diretamente na região sem pelos. O TrichoWash™ é um shampoo composto por ingredientes que não irritam a pele. Com princípio antioxidante, o TrichoWash™ demonstra resultados positivos desde a primeira aplicação, dando mais brilho e hidratação aos diferentes tipos de cabelo.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!







Contato